Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Cuidados relacionados a pacientes com  Parkinson é tema de palestra no CISS

Cuidados relacionados a pacientes com Parkinson é tema de palestra no CISS

Ministrado pelo holandês Bas Bloem, seminário a ser realizado dia 17 apresentará a ParkinsonNet, plataforma que aproxima corpo clínico e paciente portador da doença de Parkinson

Há 200 anos, o médico inglês James Parkinson descobriu e nomeou uma doença neurológica que causa tremores e rigidez muscular, afetando os movimentos e provocando alterações na escrita e na fala. Desde então, toda a comunidade científica vem trabalhando na busca pela cura e também para prover melhor qualidade de vida a todos os pacientes que sofrem com a enfermidade. Somente no Brasil, segundo divulgação do governo federal, acredita-se que cerca de 200 mil pessoas são afetadas pela doença.

Em um cenário em que a qualidade de vida dos pacientes, bem como sua segurança, está sendo amplamente debatidos, o CISS – Congresso Internacional de Serviços de Saúde traz uma palestra especificamente sobre a doença de Parkinson. Programada para a manhã do dia 17 de maio, a apresentação idealizada pelo Consulado da Holanda em São Paulo demonstra a importância de manter o paciente como protagonista das abordagens para cuidados em doenças degenerativas.

Comandada por Bas Bloem, holandês co-fundador e diretor da ParkinsonNet, plataforma que reúne cerca de 3 mil profissionais de saúde dedicados aos cuidados com pacientes afetados por doenças degenerativas, a palestra traz, aos profissionais da saúde no Brasil, a experiência da Holanda como país que teve seu sistema de saúde eleito pela sexta vez como o melhor da Europa.

Sem cura, porém com tratamentos cada vez mais eficazes, esta enfermidade neurológica costuma afetar predominantemente a população idosa. Porém, quando surge em pessoas mais novas, a evolução dos sintomas ocorre de maneira ainda mais grave e rápida, gerando uma limitação progressiva com alterações na fala, na deglutição e incapacidade de movimentos.

Ideias inovadoras que promovam a qualidade de vida e garantam o acesso da população aos melhores cuidados médicos, como a ParkinsonNet, são indispensáveis para qualquer nação. “Por meio desta ferramenta prestadores de serviços de saúde com a expertise necessária podem ser encontrados no bairro em que a família ou o cuidador precisa. Nosso objetivo é garantir o melhor cuidado possível para as pessoas que sofrem com a doença de Parkinson”, afirma Bloem que integra o time responsável pela coordenação da plataforma que, inclusive, é referenciada por organizações profissionais holandesas de saúde como, por exemplo, de fisioterapia, terapia da fala e linguagem e neurologia.

O relacionamento entre os países incentivado por meio do CISS fortalece uma parceria já existente na área da saúde entre Brasil e Holanda, país que abrigou mais de 500 brasileiros que para lá viajaram para estudos diretamente relacionados à saúde. Além deste intercâmbio educacional, em 2016 quinze líderes do setor de saúde do Estado de São Paulo visitaram o país e a Universidade de Groningen tornou-se um modelo de parceria devido à sua cooperação em Medicina Nuclear com o HCFMUSP – Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

O CISS – Congresso Internacional de Serviços de Saúde será realizado durante a Hospitalar Feira + Fórum nos dias 17 e 18 de maio. Sob o tema “Segurança do Paciente: a nova fronteira de qualidade dos sistemas e dos serviços de saúde”, a programação traz também Canadá, Taiwan e Argentina como países convidados, além de abrir espaço para a indústria nacional apresentar o que vem produzindo para a cadeia de saúde. Para conferir a programação completa do congresso, clique AQUI.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar