Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Laís Souza e para-atletas são destaques na Hospitalar Feira+Fórum 2017

Laís Souza e para-atletas são destaques na Hospitalar Feira+Fórum 2017

A ex-atleta Laís Souza, que investe em sua reabilitação após gravíssimo acidente que a deixou tetraplégica, esteve presente na terça-feira no estande da APX Group

Exemplo de garra, determinação e um dos grandes personagens que impulsionam a reabilitação no setor de saúde do Brasil, a ex-ginasta Laís Souza visitou o estande da APX Group na terça-feira. A marca, que trabalha a tecnologia robótica com foco na reabilitação e contribui com a recuperação da ex-atleta, desenvolve equipamentos que melhoram a qualidade de vida de pessoas que necessitam de cuidados especiais.

Durante treinamento para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014, Laís sofreu um gravíssimo acidente. Ao se chocar contra uma árvore em Salt Lake City, nos EUA, lesionou a terceira vértebra da coluna cervical, comprometendo suas funções motora, sensitiva e autonômica. De forma surpreendente, ela não se deixou abalar e imediatamente iniciou tratamentos a fim de reduzir suas limitações. Durante sua recuperação, utilizou o MOTOMED VIVA2, equipamento robótico desenvolvido pela APX Group para reabilitação de pernas e braços. A solução, que estará exposta na feira Hospitalar, oferece uma série de programas de terapia e jogos motivacionais que aumentam o sucesso dos tratamentos.

Oficinas com para-atletas – Ainda dentro do contexto de reabilitação, a Hospitalar Feira+Fórum conta com a presença de três para-atletas que, convidados pela Jumper, fabricante de cadeiras de rodas de uso social e esportivo, somam esforços para promover a importância de debater e buscar soluções tecnológicas e acessíveis para melhorar a qualidade de vida e a inclusão. Durante os quatro dias de evento, o Espaço Reabilitação conta com as presenças de Paola Klokler, da seleção feminina de basquete sobre cadeira de rodas, João Henrique, skatista amplamente reconhecido, e Fernando Mendes, que construiu uma grande história no crossfit adaptado.

A superação de Paola Klokler é motivo de inspiração para muitos brasileiros. Ela, que nasceu com má-formação congênita na perna esquerda, enfrentou diversos desafios até chegar ao patamar em que hoje se encontra. Como primeiro esporte, Paola investiu na natação e acumulou vitórias e medalhas. Mas foi no basquete sobre cadeira de rodas que ela se encontrou e já contabiliza dois Jogos Paralímpicos em seu currículo.

Com espírito mais radical, João Henrique, conhecido como John, também é exemplo de vida. Sua deficiência provém de uma má-formação por mielomeningocele, defeito congênito que afeta a espinha dorsal. Aos seis anos de idade, John não andava e passou por uma cirurgia que amputou seus pés. E a paixão pelo esporte só cresce. Atleta amador de skate, agora ele se aventura no WCMX, modalidade que também é conhecida como Hardcore Sitting e é uma mistura de skate com BMX. As rampas que antes recebiam skates, patins e bicicletas, agora também estão abertas a cadeiras de rodas capazes de realizar manobras incríveis.

E se o WCMX representa a importância da inclusão dos deficientes em atividades rotineiras no ambiente esportivo, Fernando Mendes também prova que a deficiência pode ser muito bem aceita no crossfit, circuito de treinamentos com exercícios realizados repetidas vezes e em alta velocidade para trabalha o condicionamento físico. Fernando iniciou no esporte pelo basquete e há cerca de um ano se envolveu com o crossfit adaptado. Diferentemente de Paola e de John, Fernando não nasceu com uma deficiência, foi obrigado a aprender a conviver com ela após perder o movimento das pernas em um acidente.

O que os três têm em comum? A luta pela garantia de seus direitos, pelo respeito e pela inclusão que pode ser muito beneficiada pela atuação da indústria de tecnologia assistiva que trabalha produtos e soluções para melhorar a mobilidade e a funcionalidade das pessoas com deficiência. Durante a Hospitalar, diversas empresas nacionais e internacionais estão expondo seu portfólio voltado a este segmento. Além disso, congressos e seminários também são realizados a fim de promover o debate sobre o assunto.  

Os três para-atletas promovem oficinas a partir das 12h durante os quatro dias de evento no Espaço Reabilitação, estande de 120 m² que, montado no pavilhão vermelho, é uma iniciativa da ABIMO (Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios) com apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar