Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Palestra aborda importância da atenção domiciliar e da desospitalização correta no Brasil

A médica e coordenadora do programa “Melhor em Casa”, Mariana Borges, e a diretora de produção da Captamed, Sheila Siao abriram o ciclo de palestras sobre atenção domiciliar, previstas para acontecer no auditório 12, no 2º mezanino, nesta quinta-feira,23, terceiro dia da Hospitalar.

A médica e coordenadora do programa “Melhor em Casa”, Mariana Borges, e a diretora de produção da Captamed, Sheila Siao abriram o ciclo de palestras sobre atenção domiciliar, previstas para acontecer no auditório 12, no 2º mezanino, nesta quinta-feira,23, terceiro dia da Hospitalar.

Sob o tema “A atenção domiciliar no Brasil”, as palestrantes exibiram cases de sucesso e falaram da realidade da profissão que cresce no país, mas ainda enfrenta algumas dificuldades na implantação de seus modelos nos sistemas públicos e privado. “Queremos dar um cuidado humanizado no domicílio do paciente. É uma necessidade desospitalizar o paciente, porque temos que otimizar leitos, eles contribuem para a infecção hospitalar. O home care está aí porque temos o envelhecimento do mundo; até 2020 seremos 14% da população idosa mundial,” alertou a moderadora da discussão, Ana Michela Lista.

Em seguida, a dra. Mariana Borges, deu andamento à palestra. Ela ressaltou o sucesso do trabalho que realiza à frente do projeto de atenção domiciliar na rede pública de saúde, “Melhor em Casa”. Mariana conta que até o momento, ele já recebeu 2 milhões de reais em investimentos e que apesar de encontrar alguns obstáculos para colocá-lo em prática, acredita que o sucesso se deu na comunicação entre as partes. “Existem muitas dificuldades para fazer o projeto acontecer, inclusive geográfica, temos muitos Brasis dentro do Brasil. Uma vez, recebi algumas fotos de uma equipe de atendimento no interior do Pará e para chegar até a casa do paciente, levou três horas de barco. A ênfase na comunicação da equipe é básica na rede de cuidados. É preciso ter uma comunicação segura e efetiva, o que é muito importante no cuidado do paciente,” afirmou.

Já, a geriatra Sheila Siao apresentou os desafios de se tratar de home care na rede de saúde privada. Ela deixou em evidência que o índice de satisfação dos pacientes em relação ao serviço prestado é muito alto, quase 90%, mas que, no entanto, apesar de ser um serviço na área da saúde que está em crescente demanda, ainda carece de regulamentação. “O nosso desafio nessas últimas décadas é a regulamentação. É um segmento reconhecido, mas não estamos regulamentados. É um desafio e também uma oportunidade. Onde existe desafio, existe ameaça. Todos concordam que a atenção domiciliar é necessária, mas não regulamentam. É uma vertente que sempre questionou a mão de obra contratada. Sabe-se e discute-se nos eventos o modelo de contratação”, disse.

O congresso de atenção domiciliar continua até o dia 24 de maio, das 9 às 17h no auditório 12. No último dia, as palestrantes Andrea Castelli, Diretora-Executiva da ProCare Saúde, e Maria Lucia Capelo Vides, Superintendente, Hospital Edmundo Vasconcelos, dão início à manhã dos congressos com o tema “Remuneração da Atenção Domiciliar”. Outros destaques dos dias são as palestras Expansões, Diversificações, Fusões e Aquisições; O cuidador de ontem, de hoje e de amanhã; Estratégias sustentáveis de curta duração em Atenção Domiciliar; Inovações Tecnológicas sustentáveis para Atenção Domiciliar; e Atenção Domiciliar Século XXI: o que está por vir?

O Espaço Atenção Domiciliar é uma parceria com o EnCONSAD - Encontro de Serviços de Atenção Domiciliar.

Serviço das palestras do Espaço Atenção domiciliar

Data: Até 24 de maio 2019

Horário: 09h às 17h

Local: Auditório 12 - 2º mezanino

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar