Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

 Hospitalar Facilities inova ao reunir expositores, workshops e simulações realísticas

Hospitalar Facilities inova ao reunir expositores, workshops e simulações realísticas

Entre produtos em destaque está o sistema de correio pneumático, que permite o transporte de materiais em segundos

Pela primeira vez nos 24 anos de história da Hospitalar, empresas de produtos e serviços voltados à otimização de processos e redução de custos em edificações de saúde ganharam uma área exclusiva dentro da feira: a Hospitalar Facilities. Extensão das atividades do Hospital Contemporâneo, o espaço concentra empresas dedicadas ao desenvolvimento de soluções estratégicas para atender às necessidades de hospitais, clínicas e laboratórios.

Resultado de uma parceria com a L+M, empresa que durante 23 anos tinha a concessão do Hospital Contemporâneo, a Hospitalar Facilities pode ser resumida em três setores: expositores de produtos e serviços,  workshops para troca de experiências e simulações realísticas de processos rotineiros de hospitais.

No penúltimo dia do evento, Lauro Miquelin, CEO da L+M, conduziu o workshop Hospitais nas plataformas e redes de atendimento no Brasil do agronegócio” de uma maneira interativa após apresentar números que dão ideia da dimensão de mercado, projetos e obras de saúde em metros quadrados em todo o País, chamando a atenção para o potencial de negócios geradas pelo agronegócio na região oeste de Campinas (SP), que concentra 25 cidades e só em 2016 abriu mais de 3 mil postos de trabalho, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

“Facilities é um setor dentro da área da saúde que engloba tudo que não é a enfermagem ou os médicos”, explicou , antes de propor o desafio aos participantes. “É toda a infraestrutura de apoio que inclui limpeza, segurança, manutenção, estacionamento, transporte de materiais e equipamentos etc e o dinheiro que tudo isso gera representa 40% da receita de um hospital.”

Miquelin propôs que os participantes fizessem um exercício livre com base em uma cidade fictícia para criar uma rede conceitual de atendimento. “Não tem certo ou errado. Ninguém está aqui para ser avaliado. A ideia é que todos voltem para suas casas com alguns conceitos que possam orientá-los a entender o jogo da saúde.”

Nesta sexta-feira, dois outros workshops estão programados dentro da Hospitalar Facilities, um sobre uso racional de recursos do planeta e como as empresas de facilities podem contribuir e o segundo sobre design de produto para saúde. O primeiro evento será realizado entre 13h e 15h e o segundo, das 15h30 às 17h.  A programação pode ser conferida aqui: http://hospitalar.com/pt/forum-congresso-2017/facilities#participar

Maior visibilidade

No espaço inédito reservado aos expositores dentro da Hospitalar em 24 edições, representantes de diversas empresas da área de facilities apresentam seus produtos e serviços sem “muros”, o que possibilita maior interação entre fornecedores e consumidores.

Em sua segunda participação como expositora do Grupo Buzzato’s, empresa de mobiliário de Minas Gerais, a farmacêutica Marília Mól aprovou o novo modelo de exposição ao público. “Da forma como está a visibilidade é muito maior e o cliente que vem até nós realmente está interessado em nossos produtos.”

Durante o evento, Marília  estimou ter feito pelo menos 20 contatos por dia, todos com possibilidades de negócios futuros. “Se estivesse no escritório em Minas não teríamos esses contatos”, analisou .

Outro expositor empolgado com o espaço inovador para exposição de produtos era Francisco Ruiz, diretor técnico da empresa Medlux, que trouxe para a Hospitalar o sistema de correio pneumático austríaco Sumetzberger. Desenvolvido para o transporte dos mais diversos materiais presentes no cotidiano hospitalar, o equipamento elimina a necessidade de deslocamento de pessoas, o que possibilita centralizar fluxos e processos de entrega em setores específicos.

Segundo explicou Ruiz, o sistema é caracterizado por uma rede de tubulações que permite a transação de cápsulas entre o setor de origem e seu destino em poucos segundos. “Dez hospitais no Brasil já utilizam o sistema e a expectativa é que mais cinco estejam usando até o fim de 2017”, projetou o representante da empresa.

Em sua segunda participação no evento, o gerente de contas da Bosch, Moisés Railton, era outro expositor animado ao apresentar soluções de sistemas eletrônicos com foco em hospitais desenvolvidos pela empresa, como detecção de alarme de incêndio e sonorização ambiente, por exemplo. “Em geral o mercado associa a Bosch a furadeiras e a ferramentas elétricas”, lembrou. “Aqui podemos mostrar todos os segmentos de nossos produtos e como eles podem colaborar com a economia de um hospital.”

Mais acostumado a frequentar a Hospitalar, com cinco participações como expositor da Cozil, o gerente de licitações Paulo Cezar Silva avaliou a feira como uma excelente oportunidade para consolidar a marca da empresa de cozinhas industriais para a qual trabalha. “Montar um estande de cozinhas em um evento de grande porte como a Hospitalar só fortalece nosso networking”, acrescentou.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar