Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Teste inédito de câncer de próstata traz resultados mais específicos

3. teste cancerA Beckman Coulter inovou ao lançar um poderoso testepara auxiliar no diagnóstico de câncer de próstata: o p2PSA. A ferramenta é inédita e capaz de reduzir o número de biópsias negativas e proporcionar decisões mais confiáveis, em questão de minutos. A ideia é tornar o processo de diagnóstico mais rápido por meio de um exame de sangue mais simples e, consequentemente, diminuir o número de biópsias desnecessárias e melhorar os índices de diagnóstico na fase inicial da doença.

“O sistema de saúde terá uma economia enorme com o p2PSA, pois com ele um alto número de procedimentos cirúrgicos desnecessários será evitado. O p2PSA diminui bastante as condições de falsa positividade do teste, isto significa maior segurança ao paciente; e uma economia importante para o sistema como um todo”, explica o Dr. Nairo M. Sumita, médico e Diretor Científico da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial (SBPC/ML). 

Com base no documento World Cancer Report 2014 da International Agency for Research on Cancer (Iarc), da Organização Mundial da Saúde (OMS), é inquestionável que o câncer é um problema de saúde pública. A estimativa para o Brasil, biênio 2016-2017, aponta a ocorrência de cerca de 600 mil casos novos de câncer, sem desconsiderar o de pele não melanoma, o câncer de próstata aparece em primeiro lugar como mais frequente em homens, representando 28,6% (61.200 casos).

“Existem várias possibilidades para esse aumento. Acredita-se que a mais plausível é a genética, já que essa mutação pode ser transmitida entre a família. Existe também a questão relacionada ao ambiente, isso interfere muito no aparecimento da doença como, por exemplo, o uso do cigarro relacionado ao câncer de pulmão. Não é uma correlação absoluta, mas existem estudos que mostram esse elo entre os hábitos dos seres humanos e a incidência com alguns tipos de câncer, e o de próstata pode ser que esteja nesse contexto de mudanças de hábitos e alimentação”, considera o Dr. Sumita.

Percepção masculina em relação  ao  câncer  de  próstata

A Sociedade Brasileira de Urologia divulgou uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, em 2012, sobre a percepção masculina em relação ao câncer de próstata e constatou que apesar de 76% dos entrevistados terem ciência deste tipo de detecção, somente 32% já fizeram o exame. Os números são mais alarmantes no Nordeste, pois apenas 36% dos homens vão ao urologista, e na população de classe D/E, onde 74% nunca fez o exame de toque.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar