Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Atenção primária: Amil e Einstein se unem para oferecer programa de treinamento a médicos da operadora

Em parceria inédita na área de saúde suplementar, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE) e a Amil desenvolveram um programa de treinamento específico para o atendimento de medicina de família.

Em parceria inédita na área de saúde suplementar, a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE) e a Amil desenvolveram um programa de treinamento específico para o atendimento de medicina de família. Voltado para médicos das unidades ambulatoriais da operadora, o treinamento abrange desde formas de abordagem até o conhecimento do contexto socioeconômico e cultural de cada paciente.

A iniciativa, idealizada para estimular o desenvolvimento da atenção primária na saúde privada, faz parte da estratégia de coordenação do cuidado da Amil – que há pouco tempo anunciou a contratação de 400 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos, para compor equipes de atenção primária.

“Entendemos que, para a própria sustentabilidade de qualquer sistema de saúde, é primordial a promoção da saúde e não simplesmente tratar eventos ou doenças. Por isso, estamos muito satisfeitos em oferecer treinamento voltado à capacitação e desenvolvimento do conhecimento de médicos acerca da atenção primária, com base na medicina de família e comunidade”, afirma Sidney Klajner, presidente da SBIBAE, em comunicado oficial à imprensa.

As duas primeiras turmas do programa contam com 80 médicos, os quais concluirão o curso no final do ano. A metodologia de treinamento é baseada em casos de pacientes reais, com situações frequentemente encontradas na prática da medicina de família e da comunidade. Durante o programa, serão discutidos temas como gestão clínica com cuidado voltado ao indivíduo e à população como um tudo e comunicação clínica. O conteúdo desse primeiro curso será gravado para que seja utilizado posteriormente em formato de e-learning, possibilitando o envolvimento de profissionais de todo Brasil.

“Queremos oferecer a melhor experiência para os nossos beneficiários, levando em consideração que o profissional de medicina de família possui ferramentas e técnicas de comunicação capazes de detectar problemas de saúde vinculados ao próprio contexto de vida de cada paciente, direcionando-o melhor dentro do sistema de saúde. Com essa iniciativa, esperamos também atrair cada vez mais profissionais interessados em atuar em medicina de família”, afirma Daniel Coudry, diretor executivo de Qualidade da Amil.

O projeto se mostra relevante para o setor, sobretudo por conta de dois dados interessantes. Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), mais de 85% das 214,3 milhões de consultas ambulatoriais via planos de saúde foram realizadas, em 2017, por médicos especialistas. Em contrapartida, de acordo com o Ministério da Saúde, profissionais da atenção primária – clínicos e médicos de família – têm capacidade para lidar com cerca de 80% dos problemas de saúde da população.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar