Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Conheça os vencedores do prêmio de inovação para o SUS

Pelo 16º ano consecutivo, o Ministério da Saúde reconhece a importância e relevância das pesquisas para a saúde pública do país.

Aconteceu em São Paulo, no dia 29 de novembro, a cerimônia do Prêmio de Incentivo em Ciência, Tecnologia e Inovação para o SUS.

Pelo 16º ano consecutivo, o Ministério da Saúde reconhece a importância e relevância das pesquisas para a saúde pública do país. Aconteceu em São Paulo, no dia 29 de novembro, a cerimônia do Prêmio de Incentivo em Ciência, Tecnologia e Inovação para o SUS.

Ao todo, foram premiados 32 estudos. “Estamos tratando de um grande desafio, que é permitir que os pesquisadores e empresários possam produzir essas funções tecnológicas para que todos possamos viver bem com os recursos que os SUS disponibiliza”, ressaltou o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Um dos destaques foi a dissertação de Stefânia Santos Soares, do programa de pós-graduação da Escola de Saúde Pública da Fiocruz.

O estudo, vencedor na categoria Mestrado, teve como cerne a “Desigualdade e dupla porta de entrada no território: Desafios para a organização da Atenção às Urgências de Baixo Risco no município do Rio de Janeiro”. O trabalho teve como objetivo analisar as implicações da coexistência de UPA (unidade de pronto-atendimento) e UBS (unidade básica de saúde) para a atenção às urgências de baixo risco nos bairros da Rocinha e do Complexo do Alemão.

Já Suélia de Siqueira Rodrigues Fleury Rosa foi premiada na categoria Produtos e Inovação para o SUS. Na Universidade de Brasília (UnB), ela desenvolveu o “SOFIA”, projeto de pesquisa de um protótipo final para tratamento do câncer de fígado, que objetiva a destruição do tumor hepático sem removê-lo.

Ao todo, 522 projetos de todo o Brasil foram inscritos. O valor dos prêmios variavam entre R$ 20 mil e R$ 50 mil em cinco categorias. “Foram premiados aqueles que conseguiram fazer com que suas inovações virassem produto de fato e que contribuísse com o desenvolvimento do Brasil”, afirmou Marco Fireman, secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde.

Confira os premiados por categoria.

Categoria

Pesquisador

Projeto

Trabalho Publicado

Natália Bezerra Mota

Desordens do pensamento medidas como estrutura aleatória de fala classificam sintomas negativos e diagnósticos de esquizofrenia com seis meses de antecedência.

Tese de Doutorado

Cinara Fandaruff

Estudo da estrutura cristalina e propriedades de dissolução de fases sólidas de Efavirenz e saquinavir, visando a biorrelevância e seu impacto no tratamento do Hiv/aids.

Dissertação de Mestrado

Stefânia Santos Soares

Desigualdade e dupla porta de entrada no território: Desafios para a organização da Atenção às Urgências de Baixo Risco no município do Rio de Janeiro.

Experiências exitosas PPSUS

Maria Lúcia Rosa Rossetti

Novas tecnologias para o estudo da tuberculose: Uma análise da detecção e transmissão de M. Tuberculosis Circulante.

Produtos e Inovação para o SUS

Suelia de Siqueira Rodrigues Fleury Rosa

SOFIA – Projeto de Pesquisa e desenvolvimento de um protótipo final da solução de ablação para tratamento de câncer de fígado nacional, que gere inovação na área para que este seja comercializado internacionalmente (Universidade de Brasília – UNB).

Leia também:

O contraponto dos avanços tecnológicos

Aposta em novas tecnologias exige capacitação

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar