Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Encontro Anual da ABIMED discute cenário econômico e planos para 2019

A Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde (ABIMED) realizou, no último dia 5, mais uma edição de seu Encontro Anual. Com a presença de especialistas, autoridades e representantes da indústria e do setor da saúde, o evento contou com apresentação do balanço das atividades da Associação em 2018 e discussão sobre tendências para 2019.

A Associação Brasileira da Indústria de Alta Tecnologia de Produtos para Saúde (ABIMED) realizou, no último dia 5, mais uma edição de seu Encontro Anual. Com a presença de especialistas, autoridades e representantes da indústria e do setor da saúde, o evento contou com apresentação do balanço das atividades da Associação em 2018 e discussão sobre tendências para 2019. Ricardo Amorim, economista considerado o mais influente do Brasil pela Revista Forbes, foi um dos principais convidados para palestrar nesse encontro.

Durante a apresentação “O Futuro da Saúde”, Amorim previu crescimento da economia em 2019 e abordou as transformações, oportunidades e desafios para a área da Saúde. “O fundo do poço ficou para trás. Hoje, há uma clara aceleração da economia. Porém, se quisermos cuidar da Saúde e de todo o resto, precisaremos resolver o problema do déficit da previdência, que será o primeiro e grande teste do novo governo”, afirmou ele durante sua fala no evento.

O economista também se mostrou otimista em relação ao crescimento de investimentos e empregos no próximo ano, o que tende a impactar positivamente o financiamento da saúde. Isso porque, atualmente, os recursos do setor são escassos devido à situação precária dos estados e municípios e pela perda de usuários de planos de saúde.

Além disso, destacou que a aceleração da economia deve promover também um fortalecimento das regiões, algo que trará oportunidades a empresas e gestores, além do desafio de levar Saúde a esses locais. Amorim comenta que as novas tecnologias 4.0 de menor custo podem contribuir para a ampliação do acesso e ajudar a equacionar o aumento da demanda, o qual foi intensificado pelo envelhecimento da população. Segundo ele, nunca houve uma transformação tecnológica tão intensa e significativa. “A falta de inovação no Brasil é um grande desafio que precisa ser enfrentado”, destacou o economista.

A programação também contou com a apresentação de William Dib, diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que compartilhou as perspectivas da área regulatória para o próximo ano. Dib evidenciou o esforço da Agência para se modernizar, principalmente em relação aos sistemas de informação, à desburocratização, aos padrões internacionais e à necessidade de agilizar a concessão de autorização para funcionamento de novas empresas.

Ao apresentar os planos da ABIMED para 2019, Renato Garcia Carvalho, presidente do Conselho de Administração da associação, apontou a priorização da área de ética e compliance. Carlos Goulart, presidente executivo da ABIMED, explica que o foco voltado para essas áreas faz parte das estratégias e obrigações da entidade em ser agente promotor de boas práticas, ética e conduta. “Já estamos na 5ª edição do nosso Código de Conduta porque há sempre fatores novos que provocam mudanças nas tendências e auxiliam na mitigação de possíveis desvios. Além disso, estimulamos as empresas a ter um programa de integridade, mesmo que suas estruturas não sejam grandes. Para incentivar a transparência, realizamos cursos e seminários para nossos associados”, acrescenta o presidente executivo.

Carvalho também ressaltou durante o evento que o novo Conselho, composto majoritariamente por CEOs, demonstra a importância dada à entidade e os esforços para atender às demandas dos associados. Destacou ainda a necessidade de reorientação da associação neste momento em que há uma expectativa positiva de crescimento. Para isso, deve-se gerar um ciclo positivo e benéfico para todos.

“O ano em curso foi um pouco atípico devido às eleições, principalmente a presidencial. Foi um ano, sobretudo, de análise e reflexão. Esperamos, com este novo cenário, que haja o retorno de um crescimento mais robusto do país e da saúde e que a ABIMED possa se fortalecer e continuar sendo um agente proativo e porta-voz do setor na promoção da saúde”, finaliza Goulart.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar