Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Exportação de dispositivos médicos é impulsionada por projeto

O projeto Brazilian Health Devices (BHD) exportou, em 2016, US$ 80 milhões em artigos e equipamentos médico-hospitalares e odontológicos pelo mundo.

Até o final de 2018, serão investidos mais R$ 27,7 milhões para que as 145 empresas brasileiras que fazem parte do BHD consigam sucesso nas transações comerciais em mercados como o asiático e africano, entre outros.

O projeto Brazilian Health Devices (BHD) exportou, em 2016, US$ 80 milhões em artigos e equipamentos médico-hospitalares e odontológicos pelo mundo. Até o final de 2018, serão investidos mais R$ 27,7 milhões para que as 145 empresas brasileiras que fazem parte do BHD consigam sucesso nas transações comerciais em mercados como o asiático e africano, entre outros.

O projeto BHD é realizado há 15 anos pela Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (ABIMO) juntamente com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Tem o objetivo de fomentar a exportação da indústria  brasileira e auxiliar as empresas a serem competitivas internacionalmente.

“Exportação sempre será a melhor alternativa. Nosso objetivo é abrir portas e oportunidades e é importante que as empresas estejam preparadas para competir de igual para igual no exterior”, ressalta Paulo Fraccaro, superintendente-executivo da ABIMO.

Em encontro realizado no início de dezembro, em São Paulo, Clara Porto, gerente do projeto e do marketing internacional da ABIMO, explicou que as empresas precisam ter um profissional capacitado e, no mínimo, bilíngue para se tornarem exportadoras. “Esse profissional precisa entender as normas internacionais e certificações, que são todas em inglês. É um critério já estabelecido nos dias de hoje. As empresas precisam ter esse mínimo de preparo”, justifica.

As metas do BHD para 2018 e 2019 somadas chegam a US$ 238 milhões em exportações. O projeto atua em quatro eixos, tendo como alvo cerca de 20 mercados:

- Feiras internacionais: participação em 30 feiras internacionais. O BHD elabora o projeto para a feira, com a escolha do local e organização de documentos. Tem o objetivo de divulgar e comercializar produtos e serviços.

- Missões prospectivas: com o apoio da Apex-Brasil e embaixada brasileira local, é planejada uma agenda de reuniões para o levantamento de informações estratégicas e identificar potenciais parceiros.

- Missões comerciais: acontecem posteriormente à missão prospectiva. As empresas brasileiras visitam potenciais compradores para viabilizar negócios. Também são organizadas reuniões com consultorias locais, como escritórios de advocacia, agências de fomento, entre outros.

- Projeto comprador: trata-se de rodadas de negócios realizadas no Brasil e no exterior com foco em vender para compradores internaconais.

ABIMO e Hospitalar

Durante a Hospitalar, que acontece todos os anos no mês de maio, a ABIMO promove a rodada internacional de negócios com as 45 empresas que fazem parte do BHD. Em 2017, os países latino-americanos que mais importam dispositivos médicos do Brasil foram selecionados para prospecção durante a Hospitalar. Foram eles: Chile, México, Colômbia e Peru.

Também participaram da rodada de negócios representantes da República Dominicana, Argentina, Bolívia, Honduras, Nicarágua, Paraguai e Uruguai.

Por ser uma plataforma de relacionamento internacional e estar consolidada no mercado de saúde há 25 anos, a Hospitalar possui um ambiente propício ao networking. E é com essa perspectiva que a ABIMO monta todos os anos uma estrutura própria onde as empresas associadas aproveitam para se apresentarem ao mercado. Na última edição da Hospitalar, 11 instituições formaram o pavilhão ABIMO.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar