Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Gestão de facilities: um leque de serviços mais perto dos hospitais

Setor de facilities corresponde a aproximadamente 70% dos custos operacionais das unidades de saúde e terá área especial na Hospitalar Feira+Fórum, que contará com simulações e workshops gratuitos

facilitiessssOs hospitais, assim como qualquer estabelecimento ou empresa, carecem de profissionais capazes de organizar, integrar e implementar sistemas que tragam melhorias e otimização de custos, de modo que possam suprir as necessidades dos contratantes, pacientes e acompanhantes. Para proporcionar resultados e assegurar o funcionamento perfeito dos espaços, o setor de facilities surgiu no mercado com a missão de planificar e organizar ambientes. Além de prevenir acidentes e minimizar os riscos da operação, o segmento corresponde a aproximadamente 70% dos custos operacionais das unidades de saúde e é essencial para a dinâmica e gestão hospitalar.

Levando em consideração esse cenário, a 24ª edição da HOSPITALAR Feira+Fórum terá à disposição do público um espaço dedicado ao setor e que disponibilizará serviços e artigos para construção, engenharia e arquitetura. “Nossos visitantes sentiam a necessidade de maior visibilidade aos produtos e serviços de facilities”, explica Juliana Bellangero, gerente de contas na área de facilities da feira. “Eles queriam otimizar sua visita e resolver em um só lugar todas as suas necessidades. ”

A HOSPITALAR se consolida como um evento multissetorial que atende a todas as necessidades da cadeia da saúde e que receberá as principais marcas atuantes no cenário de facilities do país, como a Construtora Baggio, Air Liquide, Sodexo, BCF Plásticos, Mamute Equipamentos, Maltec, entre outras empresas.

Para a diretora comercial da Construtora Baggio, Blanca Baggio, o setor de facilities está crescendo no Brasil especialmente pela necessidade de incorporar tecnologia à construção e pela importância de se construir espaços altamente elaborados e eficientes. “Com hospitais mais modernos e o conceito de atendimento humanizado sendo ampliado por todo o Brasil, o segmento vem aumentando e buscando aperfeiçoamento, principalmente estrutural, para receber bem o paciente”, ressalta.

Fbio Basili diretor de negcios internacionais da BCF“Tenho percebido um aumento no mercado de facilities na área hospitalar e uma sensação cada vez maior de não estar em um ambiente hospitalar, mas em um ambiente maior do que os de hotelaria e lazer”, expõe Fábio Basili, diretor de negócios internacionais da BCF, fabricante de portas e divisórias de plástico, que ainda acrescenta: “O mercado de facilities vem crescendo no país, justamente por humanizar a percepção de organização, a sensação de estar correndo tudo bem desde a recepção no check-in até a alta no check-out”.

Segundo Luciano Brunherotto, presidente da ABRAFAC (Associação Brasileira de Facilities) a iniciativa da HOSPITALAR de destacar o segmento de facilities é muito interessante. “A atividade é altamente estratégica para as empresas e representa a segunda maior despesa das companhias, o que não deve ser diferente nos hospitais. Ela é responsável pela gestão dos espaços, contemplando toda a parte de infraestrutura e arquitetura.”

diretora comercial da Construtora Baggio Blanca Baggio“Buscamos introduzir, em cada instituição, estratégias que se adequem aos detalhes, gerindo resultados que sejam profícuos. Além de projetos de alta performance, que garantem o melhor funcionamento e a organização dos diferentes setores”, completa Brunherotto.

Em infraestruturas prediais, os gestores hospitalares têm buscado cada vez mais especializar a contratação, selecionando empresas que conhecem a tecnologia necessária para desenvolver projetos complexos. “O resultado dessa terceirização é a maximização de resultados, a certeza de [obter] um projeto adequado às necessidades das instalações e redução de custos, já que eles são otimizados em um projeto extremamente detalhado”, frisa Blanca Baggio.

Gerente Comercial Medicinal e Contas Estratgicas da Air Liquide rico Coelho 1De acordo com Érico Coelho, gerente comercial medicinal e contas estratégicas da Air Liquide, a gestão de projetos de obras hospitalares difere-se das demais obras da construção civil pela complexidade das instalações, desde adequação hidráulica, elétrica, até ar-condicionado especial e equipamentos de diagnóstico bem como unidades de terapia intensiva. “A UTI, por exemplo, pode agregar mais qualidade ao trabalho de excelência que já desenvolve se a empresa que terceiriza respiradores para os leitos assumir toda a gestão, locando os equipamentos e garantindo as manutenções preventiva e corretiva dos mesmos, com o acompanhamento da área de Engenharia Clínica. Com isso, todos terão mais tempo para outras atividades-fim”, complementa.

Interatividade e novos negócios

Para criar uma área exclusiva de facilities, apresentando serviços e tecnologias para melhorias na gestão de empreendimentos do setor, a HOSPITALAR uniu-se à L+M, companhia focada em arquiteturas hospitalares. O tradicional Hospital Contemporâneo, um espaço feito por especialistas que apresenta diferenciais importantes para o setor médico-hospitalar, passou por reformulação, apresentando agora mais pontos de contato com o visitante, possibilitando às marcas expositoras a demonstração de seus produtos e serviços de forma criativa.

“Quem já visitou as 21 edições do Hospital Contemporâneo da L+M na HOSPITALAR verá uma área interativa, na qual vamos aproximar quem quer comprar de quem quer vender através de espaços de demonstrações e simulação realística, usados tanto pelas empresas de facilities e da cadeia de valor da construção (vendedores), quanto pelos hospitais (compradores)”, pontua Lauro Miquelin, CEO da L+M. “Teremos ainda reuniões e workshops conectando compradores e vendedores para dialogar sobre temas das exposições, boas práticas, design e construção”, acrescenta.

A área será subdivida entre o espaço Facilities Innovation, que apresentará experiências e simulações realísticas para as empresas de facilidades e da cadeia da saúde; e o Facilities Education, que compreende o Hospital Contemporâneo bem como terá exposições e realizações de workshops, conectando empresas de facilities e o setor de saúde.

“Estou otimista com essa nova área na HOSPITALAR. Inclusive o nosso stand terá uma parte voltada para essa área, onde vamos montar um espaço mostrando o funcionamento de uma lavanderia hospitalar, com barreira sanitária, lavadora extratora, entrada de roupa suja e saída de roupa limpa”, aposta Renato Sampaio, diretor comercial da Mamute Equipamentos, empresa fabricante de artigos para lavanderias: “Vou aproveitar e dar uma ideia aos clientes demonstrando como ficaria a lavanderia montada e dentro das exigências da Anvisa. O maior diferencial dos nossos produtos é justamente secar no tempo certo, garantindo o uso racional da energia e aumentando a vida útil do enxoval”, finaliza

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar