Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

OMS e Rede Lucy Montoro em prol da Reabilitação

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), com o apoio da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, realizou o evento “Reabilitação 2030: Um Chamado à Ação”, em São Paulo. O encontro, realizado em novembro, contou com a presença da secretária estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Linamara Rizzo Battistella, e representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), da OPAS e dos países das Américas.

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), com o apoio da Rede de Reabilitação Lucy Montoro, realizou o evento “Reabilitação 2030: Um Chamado à Ação”, em São Paulo. O encontro, realizado em novembro, contou com a presença da secretária estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, Linamara Rizzo Battistella, e representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS), da OPAS e dos países das Américas.

De acordo com Linamara, o evento teve como missão falar sobre o sistema de monitoramento dos governos para políticas públicas. “A saúde é e sempre será a locomotiva das mudanças sociais. Precisamos dar às pessoas com deficiência a mesma qualidade de atenção que já damos para outras especialidades, por isso a importância do fisiatra e da reabilitação.”

A OMS e a OPAS deram destaque à “Reabilitação 2030” por meio de uma reunião regional entre as principais partes interessadas e lideranças da área. Na oportunidade, também aconteceu o lançamento das Recomendações para o Fortalecimento da Reabilitação nos Sistemas de Saúde, cuja elaboração foi coordenada por Linamara Rizzo Battistella e apresentada em Genebra, na sede da OMS, em fevereiro deste ano.

Principais Recomendações

- Integrar a reabilitação ao sistema de saúde;

- Assegurar que os hospitais incluam unidades de reabilitação especializadas para pacientes internados com necessidades complexas;

- Assegurar o treinamento adequado dos usuários a quem são fornecidos produtos assistivos;

- Integrar os serviços de reabilitação entre os níveis primário, secundário e terciário dos sistemas de saúde;

- Garantir que os serviços de reabilitação estejam disponíveis nas comunidades e nos hospitais;

- Assegurar recursos financeiros aos serviços de reabilitação;

- Assegurar a disponibilidade de reabilitação multidisciplinar;

- Implementar políticas de financiamento e aquisições que assegurem a disponibilidade de produtos assistivos para todos que precisem deles;

- Onde houver ou vier a existir um seguro de saúde, garantir que os serviços de reabilitação sejam cobertos.

Acesse as Recomendações para o Fortalecimento da Reabilitação nos Sistemas de Saúde. Material disponível em inglês e espanhol.

https://goo.gl/gTkdxe

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar