Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

200605_Webinar SUS.jpeg

Especialistas discutem COVID-19 e a pressão sobre o SUS

Veja o conteúdo do webinar e os profissionais que contribuíram para o debate

O Sistema Único de Saúde (SUS) é um dos maiores e mais complexos sistemas de saúde pública do mundo, abrangendo desde o simples atendimento para avaliação da pressão arterial, por meio da Atenção Primária, até o transplante de órgãos, garantindo acesso integral, universal e gratuito para toda a população do país. 

Diante desse cenário, a Associação Brasileira de Estudos Populacionais e o Fundo de População da ONU realizou um webinar intitulado População e Desenvolvimento em Debate, com o tema COVID-19 e a pressão no SUS. Participaram da Live Gilvan Ramalho Guedes, professor na Cedeplar/UFMG; Cristiani Vieira Machado, vice-presidente de Educação e Comunicação da Fiocruz; e Fernando Pigatto, Presidente da CNS. 

Cristiani Machado abre o papo enfatizando a importância do Sistema Único de Saúde, além de elogiar a rapidez do Ministério da Saúde em reconhecer o novo coronavírus como uma pandemia. “O SUS já passava por uma fase de diversas limitações antes da pandemia, principalmente em relação a insumos e tecnologia em geral. Com a chegada da crise, temos um ponto a favor em relação à vigilância epidemiológica que temos no país. Um exemplo foi o Ministério da Saúde já ter começado os seus pronunciamentos no início de fevereiro”, afirmou.

O diagnóstico social é que o sistema de saúde não está preparado para um alúvio de internações por conta do coronavírus, que somariam às demandas de outras doenças que não deixam de existir diante de uma pandemia. 

“Ninguém imaginava que viveríamos este momento. Por isso foi importante olharmos mais para a força que tem o SUS e como poderíamos estar mais a frente, se fosse um sistema de saúde respeitado, como podemos encontrar em outras partes do mundo”, destacou Fernando Pigatto, Presidente da CNS.

Essa pressão seria ainda maior se o SUS não tivesse uma rede de serviços que tenta reduzir uma corrida às emergências. Com o aumento dos casos graves de COVID-19, a ampliação dos leitos de hospital se tornou prioridade para as autoridades sanitárias. Assim, o diagnóstico é que o sistema de saúde não está preparado para uma enxurrada de internações que se somariam às demandas de outras doenças, que não deixam de existir apenas por que se está em meio a uma pandemia. 

O webinar completo promovido pela UNFPA por ser assistido em no canal do youtube

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar