Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

FBH homenageia as melhores reportagens sobre saúde em 2022 com a entrega da 7a edição do Prêmio Synapsis de Jornalismo

52565206174_e7bb749258_o.jpg
Celebração reuniu as principais lideranças institucionais do setor, em Brasília, em noite de gala que marcou o encerramento do calendário de atividades no ano.

A Federação Brasileira de Hospitais (FBH) realizou na noite desta quarta-feira, 14, com a presença das principais lideranças e entidades representativas do setor, a cerimônia de premiação de um  dos mais importantes reconhecimentos conferidos ao trabalho jornalístico no campo da Saúde: o Prêmio Synapsis FBH de Jornalismo. Em sua sétima edição, a premiação tem o objetivo de provocar, por meio do importante trabalho realizado pela imprensa nacional, reflexões em prol da melhoria do sistema de saúde brasileiro. 

Na edição deste ano, o Prêmio, mais uma vez, superou as expectativas de participações. Ao todo, foram 215 trabalhos classificados, nas quatro categorias: TV, internet, rádio e impresso. As melhores reportagens de cada categoria foram homenageadas com a entrega de troféu e o pagamento de R$ 10 mil.

"Qualificar o setor hospitalar tem sido a grande missão da FBH ao longo dos anos, e o trabalho realizado pela imprensa, pelo jornalismo sério, profissional, também pode ser uma mola propulsora para evolução do setor, apontando não apenas o que precisa melhorar, como também reconhecendo o que precisa ser disseminado. Sem a divulgação, a ciência não vai além”, destacou o presidente da FBH, Adelvânio Francisco Morato.

Vencedores

Na categoria TV, o jornalista Alex Tajra foi premiado com a reportagem "Juquery - lugar fora do mundo”. A matéria foi exibida pela Globo News e abordou relatos de ex-pacientes, ex-funcionários e pesquisadores sobre  violações de direitos humanos na unidade psíquica.

A reportagem “A longa busca de uma cura”, produzida pelo jornalista Ricardo Zorzetto, da Revista FAPESP, foi a vencedora na categoria Impresso. Ricardo abordou o sucesso do tratamento experimental, coordenado por pesquisadores da Unifesp,  que combina uso de medicamentos com uma vacina personalizada para controlar o HIV após a suspensão dos antirretrovirais. 

Os impactos da pandemia de covid-19 na vida de pacientes que convivem com algum tipo de síndrome, ou que aguardam por transplantes de órgãos, foram abordados pelas reportagens vencedoras nas categorias rádio e internet. Na matéria “Cinco anos depois, como estão as crianças com microcefalia”, a jornalista do Estadão, Fabiana Cambricoli, mostrou como a pandemia agravou as sequelas das crianças que nasceram com microcefalia, com a interrupção das sessões de estimulação. 

Já a reportagem de Gabriela Mayer, da BandNews FM, evidenciou a angústia de mais de 50 mil pessoas que aguardam atualmente na fila de transplantes de órgãos. Com a pandemia, as doações caíram e a fila só aumentou. Somente em 2021, cerca de 4.200 pessoas morreram aguardando pelo procedimento. 

“Estou muito feliz com este reconhecimento, principalmente por ter sido com esta reportagem. Durante a pandemia, vários problemas vivenciados na área da saúde foram deixados para um segundo plano e a questão do transplante de órgãos foi um deles. Quero dedicar este prêmio às quatro mil e duzentas pessoas que morreram na fila, como também às 50 mil que hoje aguardam por um transplante”, disse Gabriela Mayer.

A seleção dos trabalhos vencedores foi realizada por uma banca examinadora, composta por uma equipe de profissionais altamente qualificados e com experiência prática na área jornalística. Participaram como jurados Monike Castilho - jornalista especializada em gestão pública, com atuação reconhecida em órgãos como Ministério do Turismo e Câmara dos Deputados; Suzana Soares Guimarães - jornalista e psicóloga, com pós-graduação em língua portuguesa /texto e discurso; e o jornalista Fabrício Barbosa - pós-graduado em cinema e ex-professor de pós-graduação em jornalismo do UNICEUB.

“A cada edição, o Prêmio Synapsis vem mostrando a sua força e a sua importância dentro do debate sobre a evolução do setor saúde. Para nós é uma honra enorme participar como patrocinador desta grande iniciativa”, destacou Eduardo Barros, que é diretor de negócios da Informa Markets, patrocinadora do Prêmio. 

Por Assessoria/FBH

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar