Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

191111 - Mercado Brasileiro I.png

A porta de entrada de empresas estrangeiras para o mercado de saúde brasileiro

Anahid Ilias, gerente de Saúde da Business France Brazil, afirma que 60% a 70% dos aparelhos médicos que estão presentes no Brasil são importados.

O mercado de saúde do Brasil ocupa a 8ª posição no ranking mundial. São mais de 200 milhões de habitantes, com necessidades variadas na área da saúde. Uma grande parte desse mercado é suprido por empresas nacionais, mas uma parcela significativa é atendida por empresas estrangeiras.

Anahid Ilias, gerente de Saúde da Business France Brazil, afirma que 60% a 70% dos aparelhos médicos que estão presentes no Brasil são importados. Em determinados segmentos, é um mercado menos competitivo do que o de outros países e que está em constante crescimento, representando uma ótima oportunidade para empresas que queiram se firmar localmente. 

Temos acompanhado muitas empresas de fora na visitação de hospitais brasileiros, e todas ficam impressionadas pela excelência dos médicos, da infraestrutura e do atendimento aos pacientes”, complementa Anahid. 

Uma ótima porta de entrada para o mercado do Brasil e da América Latina é a Hospitalar. A feira reúne parceiros de distribuição, clientes finais, indústria, instituições de saúde, formadores de opinião do setor e até pessoas que podem assessorar a empresa do ponto de vista regulatório. Participam da Hospitalar desde novas empresas, que querem testar o potencial do mercado, até companhias desejam reforçar sua presença e visibilidade no Brasil e na América Latina. 

“É uma semana de alta intensidade. É quase presença obrigatória para quem está querendo acessar o mercado brasileiro. É a porta de entrada para você iniciar os trabalhos por aqui. Sem dúvida nenhuma, economicamente, a feira pode ser muito bem aproveitada por concentrar tudo que o setor da saúde precisa, além da capacidade de desenvolvimento de negócio que essa semana gera”, aponta o CEO da Link Healthcare, Ronald Lorentziadis, que promove assessoria para empresas interessadas no mercado brasileiro de saúde.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar