Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Captura de Tela 2020-04-07 às 14.41.22.png

Iniciativas usam a tecnologia para conectar pacientes e médicos

O uso de diversas plataformas durante a pandemia facilita atendimentos.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, diversas plataformas começaram a disponibilizar serviços de teleatendimento, autorizado pelo CFM para minimizar a superlotação dos hospitais durante o surto. A Missão Covid, por exemplo, busca auxiliar a população brasileira, depois da declaração do Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, de que o sistema de saúde vai entrar em colapso no mês de abril. O projeto, sem fins lucrativos, une médicos e pacientes por meio da telemedicina. 

A consulta é feita por vídeo, onde as pessoas podem relatar seus sintomas e receber um diagnóstico. Inclusive, se necessário, serão recomendadas a procurarem uma instituição de saúde. 

Médicos que desejarem auxiliar nessa missão humanitária, podem se cadastrar no site. É necessário fornecer algumas informações, como nome, cidade e CRM. Em seguida, os profissionais de saúde devem enviar uma foto do seu RG e CRM, para o e-mail indicado no site e aguardar a aprovação. 

Já os pacientes que precisam ser atendidos sem sair de casa, podem realizar o cadastro no site. Os médicos entrarão em contato via Instagram ou Whatsapp, temporariamente, para realizar uma videochamada. A plataforma ainda está em adaptação, mas fornece informações essenciais sobre o que é o coronavírus, como se prevenir e quais são os sinais e sintomas da doença. 

Outra iniciativa de combate à COVID-19 é a Vevee, que se propôs também a conectar médicos a pacientes remotamente por meio da tecnologia para realizar uma pré-avaliação de sintomas, mantendo assim as pessoas em suas casas. O projeto tem como meta realizar 4 milhões de atendimentos nos próximos 30 dias com a ajuda de cerca de 3 mil médicos voluntários. 

A triagem virtual será feita em 3 etapas: o paciente fará uma breve avaliação dos sintomas e do estado de saúde, preenchendo a um formulário. Depois, um médico fará o atendimento on-line, por videochamada, para obter mais informações sobre a saúde do paciente. Após a realização desse atendimento, o paciente será orientado sobre como proceder e as melhores recomendações para se cuidar. 

No momento, a plataforma está recebendo o cadastro de médicos voluntários que queiram orientar remotamente pacientes com suspeita do novo coronavírus. Para realizar o cadastro, basta acessar o site da iniciativa.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar