Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

20% da população brasileira não tem acesso ao oftalmologista

20% da população brasileira não tem acesso ao oftalmologista

Comemorado dia 10 de julho, o Dia da Saúde Ocular reforça a importância da prevenção e do tratamento oftalmológicos; dado é do relatório Condições da Saúde Ocular no Brasil de 2015

A visão, um dos sentidos responsáveis pela percepção geral do ser humano, ganha destaque neste 10 de julho, quando é comemorado o Dia Mundial da Saúde Ocular. Considerando que problemas relacionados à visão causam grandes impactos sociais na população mundial, cuidar da saúde ocular é um assunto sempre presente nas declarações do Ministério da Saúde e também de organizações internacionais como a ONU.

Na Índia, por exemplo, segundo apontamento do relatório Condições da Saúde Ocular no Brasil, publicado em 2015 pelo CBO (Conselho Brasileiro de Oftalmologia) há uma estimativa de que cada pessoa cega acaba por afastar do mercado de trabalho mais um membro de sua família, membro este que se dedicará tempo integral aos cuidados com aquele que não tem mais a visão. Este dado nos leva à certeza de que problemas de visão são muito mais do que apenas questões de saúde pública, interferindo até mesmo na economia do país.

O Brasil tem angariado melhorias no que diz respeito à saúde ocular. Hoje, o estudo Um Olhar sobre o Brasil (2014) declara que temos mais de 16,3 mil oftalmologistas em atuação no país, o que supera com folga a proporção de habitantes por especialista recomendada pela OMS – Organização Mundial de Saúde. Porém, se temos uma quantidade suficiente de profissionais à disposição da população, o que nos leva a mais de 20% da população sem suporte oftalmológico? A grande questão está na má distribuição desses profissionais, que muitas vezes não conseguem atender em regiões de acesso mais restrito.

Em termos de produção industrial, o Brasil também vem se destacando pela produção de artigos direcionados à área de oftalmologia. Na Hospitalar Feira+Fórum de 2017, por exemplo, duas empresas foram destaque no pavilhão de exposições. A EFE apresentou um oftalmoscópio HEINE mini3000® que, livre de manutenção, possui LED HQ fornecendo luz homogênea e clara com reprodução fiel das cores para um diagnóstico preciso. Já a D.F.Vasconcellos, empresa nacional que mais vende microscópios cirúrgicos para a área oftalmológica no Brasil, apresentou sua linha de produtos que agregam alta tecnologia para atender a esta demanda do setor.

Envelhecimento populacional e a saúde ocular – O relatório do CBO aponta como as três maiores causas de cegueira no mundo doenças que acometem, principalmente, idosos: glaucoma, catarata e degeneração macular relacionada à idade. Considerando que a população mundial está envelhecendo, é indispensável que conselhos, governo e indústria atuem em conjunto e mantenham o diálogo a fim de levar o acompanhamento oftalmológico à maior quantidade de cidadãos.

Já bastante reconhecido no país, o Mutirão de Cirurgias de Catarata foi realizado pela primeira vez em 1996. Desde então, faz cerca de 200 mil cirurgias ao ano sendo que, em 2005, chegou a concretizar mais de 330 mil operações de catarata. Somado aos esforços do mutirão, está o empenho das entidades em promover o transplante de córnea. Hoje o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking de número absoluto de transplantes de órgãos e tecidos no mundo, tendo um dos programas públicos mais eficazes e interessantes.

O transplante de córnea é um dos transplantes de tecidos mais frequentes no Brasil e somente em 2014, foram realizados no país mais de 13 mil cirurgias para tal. Com taxa de êxito de 90%, tem características facilitadoras: cerca de 90% das córneas doadas são aceitáveis para transplante, a córnea pode ser preservada por até 15 dias após sua retirada, e os doadores e receptores podem ser desde crianças até idosos.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar