Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Brasil tem mais de 14 milhões de diabéticos

Cerca de 540 mil crianças são portadoras do Diabetes Tipo 1 em todo mundo

3.DiabetesO Brasil tem cerca de 14,3 milhões de diabéticos, de acordo com o Atlas da International Diabetes Federation. Esse número representa cerca de 8% da população do nosso país, que é o 4º do mundo em números absolutos de portadores da doença. Globalmente, há 415 milhões de diabéticos, o que corresponde a uma pessoa em cada 11 habitantes.

O diabetes mellitus é o mais prevalente, uma vez que, de cada 100 casos de diabetes, 92 são do tipo 2. E a doença acomete igualmente homens e mulheres.

“Em relação às crianças, na faixa até 15 anos, podemos considerar que elas representam de 4% a 5% de todos os diabéticos, lembrando que, se até 20 anos atrás todos pertenciam ao tipo 1, atualmente são observados casos de tipo 2 na população de obesos jovens”, conta o Dr. Marino Cattalini, médico da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM-SP).

Conforme dados do Ministério da Saúde de 2015, no Brasil há uma prevalência de indivíduos acima do peso ideal que corresponde a 53% da população, sendo 18% os obesos e 35% os indivíduos com sobrepeso. Para o endocrinologista, uma intervenção em termos de educação alimentar e orientação à prática de atividade física permitiria reduzir estes índices e, consequentemente, reduziria os casos de Diabetes de Tipo 2, comumente associado ao excesso de peso, bem como os casos de pré-diabetes (no Brasil há 11 milhões de pré-diabéticos).

Diagnóstico e prevenção

Independentemente do tipo, monitorar os níveis de glicemia é uma das principais medidas de prevenção. A automonitoração, realizada pelo próprio diabético, os exames laboratoriais, como o teste de glicemia capilar, permitem acompanhar os índices de açúcar no sangue e até mesmo a eficácia da administração de insulina. Com os resultados, são feitos ajustes no tratamento ou na dieta.

Os tubos para coleta de sangue a vácuo VACUETTE® da Greiner Bio-One, fabricante de produtos plásticos para laboratórios e expositora da Hospitalar, são soluções para diagnósticos in vitro, além de serem os únicos no mercado com tampa de rosca de segurança. Para testes de glicemia, são disponibilizados tubos VACUETTE® específicos que garantem a qualidade dos exames e resultados fidedignos.

A companhia também dispõe de Lancetas de Segurança MiniCollect® estéreis, de uso único, indicadas para coleta capilar e utilizadas para monitoramento do nível glicêmico. A lâmina é retraída automaticamente após a punção e a profundidade depende do calibre da lanceta, o que garante uma coleta fácil e segura. São três tipos diferentes de profundidade, para penetração e aplicação, também identificadas por cores. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar