Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

AWS comenta sobre participação no HIMSS@Hospitalar e o mercado brasileiro de tecnologia

A Amazon Web Services (AWS) é uma das grandes empresas mundiais que oferecem soluções em nuvem para os mais diversos setores, principalmente na área da saúde. Nesta entrevista, o líder de setor público para América do Sul da Amazon Web Services, Paulo Cunha, fala sobre a sua avaliação em relação a participação na Hospitalar 2018, em especial do HIMSS@Hospitalar.

A Amazon Web Services (AWS) é uma das grandes empresas mundiais que oferecem soluções em nuvem para os mais diversos setores, principalmente na área da saúde. Nesta entrevista, o líder de setor público para América do Sul da Amazon Web Services, Paulo Cunha, fala sobre a sua avaliação em relação a participação na Hospitalar 2018, em especial do HIMSS@Hospitalar.

1 - Qual a sua avaliação sobre a edição 2018 do HIMSS@Hospitalar?>

A Hospitalar é um dos principais eventos da área da saúde no Brasil e tem impacto em toda a cadeia de serviços do setor. Por isso, vemos a Feira como o momento ideal para acompanhar os lançamentos do setor, trocar informações com fornecedores e conversar sobre as inovações e tendências, propiciando o surgimento de novas ideias e oportunidades de negócios. Na edição 2018, falamos sobre as vantagens e as inovações da nuvem para a saúde. Contamos com sessões abertas ao público, uma palestra ministrada por Michael Jackson, líder de Healthcare e Transformação Digital da AWS, e mais duas sessões com clientes da área: o Hospital das Clínicas de São Paulo e o Hospital Sírio-Libanês.

2 - Como você avalia a participação da AWS na Hospitalar e o interesse do público? Foi possível fechar negócios durante o evento?

Este foi o primeiro ano em que a AWS participou da Hospitalar e a experiência foi muito positiva. Pudemos debater as oportunidades e desafios que o setor traz, além de conhecer e apresentar tecnologias inovadoras e os benefícios da computação em nuvem. Temos muitos clientes em todos os setores e sempre participamos junto com eles de eventos que nos permitam mostrar os benefícios da computação em nuvem para os negócios e para levar soluções inovadoras para o mercado.

3 - Com tantas empresas brasileiras migrando para os serviços de nuvem, principalmente em serviços de gestão hospitalar, como a AWS tem trazido um diferencial para este mercado?

A área de saúde é uma das que mais pode se beneficiar da computação em nuvem e, por isso, temos milhares de clientes em todo o mundo desenvolvendo soluções baseadas na AWS para esse mercado. E esses clientes vêm para a AWS por uma série de motivos, como agilidade, custo-benefício e amplitude de serviços disponíveis. Só em 2017 lançamos 1.430 novos serviços.

4 - Para a AWS, quais são as inovações no mercado de tecnologia de nuvem?

Atualmente, vemos um forte uso da computação em nuvem para a implementação de serviços que aproveitam tecnologias como Big Data, Inteligência Artificial e IoT. Por exemplo, no Brasil, o instituto de pesquisa do Hospital Sírio-Libanês utiliza a nuvem para analisar, entender e armazenar genomas vindos da base de dados global 100 Genomes e do próprio hospital. Efetuar esse processo localmente faria com que, em uma semana, apenas um genoma fosse processado; já na plataforma da AWS, eles conseguem processar 2.500 genomas em duas semanas. Na nuvem, as empresas contam com alto poder de processamento compatível com a demanda e alta economia de investimentos em tecnologia, permitindo que elas mantenham o foco nos pacientes e no desenvolvimento de novas funcionalidades que melhorem o atendimento.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar