Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Hospital Sírio-Libanês investe na área cirúrgica

Ampliações e modernizações visam atender ao crescimento do número de cirurgias e o desenvolvimento de novos procedimentos.

sirioO Hospital Sírio-Libanês inaugurou duas novas áreas voltadas à cirurgia:  o Centro de Material e Esterilização (CME), um dos maiores e mais modernos do país, e a Unidade de Preparo Pré-Operatório, que dobrará de tamanho.

Com processos automatizados e estrutura física que duplicarão a capacidade de esterilização de instrumentos cirúrgicos, o novo Centro de Material e Esterilização (CME), com 1,2 mil metros quadrados, recebeu um investimento de aproximadamente R$ 18,5 milhões. A nova área foi desenhada em formato de linha de produção, com equipamentos de última geração, os primeiros na América Latina.

"As inovações introduzidas consideraram a segurança oferecida aos nossos pacientes e também aos profissionais envolvidos na esterilização dos instrumentos cirúrgicos, tão importante para a manutenção da qualidade do cuidado", explica Dr. Paulo Chapchap, CEO do Hospital Sírio-Libanês.

Ao entrar no novo CME, os carros que chegam com os produtos para saúde do centro cirúrgico ou do Centro de Diagnóstico por Imagem passam pelas "lavadoras de túnel", que fazem a primeira etapa do processo, em apenas 15 minutos. Com leitura por código de barras, os novos equipamentos fazem a seleção automática do ciclo de termo desinfecção específico para cada tipo de produto. A partir daí, na área de preparo, os instrumentos são organizados em bandejas, que seguem por uma esteira até a área de triagem, para a montagem das caixas cirúrgicas. Além da automatização, que aumenta a segurança e a eficiência dos processos, a nova área garante maior capacidade de limpeza e esterilização.

"A logística de distribuição do novo CME também foi muito importante para o projeto", afirma Andrea Alfaya Acuna, coordenadora do Centro de Material e Esterilização do Hospital Sírio-Libanês. "O Centro de Material e Esterilização foi estrategicamente instalado entre os dois centros cirúrgicos da instituição, facilitando a chegada e saída de produtos, sem grandes deslocamentos, otimizando tempo e recursos", explica.

Pré-Operatório

A nova Unidade de Preparo Pré-Operatório, por sua vez, recebeu investimento de R$ 500 mil, passou de 227 m² para 520 m² para abrigar um número maior de boxes (subindo de 12 para 17, todos com banheiro privativo) e conta com um posto de enfermagem centralizado. A unidade é importante para garantir a correta preparação antes da cirurgia, que inclui, por exemplo, avaliação multidisciplinar, exames laboratoriais, coleta de tipagem sanguínea, visita pré-anestésica, eletrocardiograma, tricotomia e higienização da região a ser operada. Por esta razão, a unidade está estrategicamente instalada próxima ao futuro Centro Cirúrgico, a ser inaugurado no próximo ano, e pode ser acessada pelo atual a partir do uso de um elevador exclusivo.

"O olhar focado de toda a equipe no preparo pré-operatório favorece a realização de todas as etapas do pré-operatório", explica o Dr. Sérgio Samir Arap, gerente médico do Centro Cirúrgico e da Central de Materiais do Hospital Sírio-Libanês.

"O trabalho das equipes envolvidas é agilizado e há maior organização das atividades administrativas e assistenciais. Além disso, a integração e a continuidade dos cuidados pré-operatórios à assistência proposta pelo Centro Cirúrgico geram maior conforto emocional, por meio de um atendimento humanizado, valorizando as diferenças e particularidades de cada indivíduo. Esse conjunto diminui a ansiedade e o estresse do paciente na fase pré-operatória", afirma.

Os investimentos feitos pelo Hospital Sírio-Libanês capacitam a instituição a manter a qualidade e a segurança dos procedimentos realizados pelos profissionais da instituição, mesmo diante do crescimento de 135% na demanda do novo Centro Cirúrgico, que passará de 19 para 33 salas, ao término da expansão da unidade Bela Vista.

Apenas em 2015, o Hospital Sírio-Libanês realizou 27.125 cirurgias, com uma média mensal de 2.260 procedimentos. O número é 12% superior às 24.218 operações de 2014 (média de 2.018 / mês). Em 2017, o Centro Cirúrgico ganhará quatro novas salas cirúrgicas, chegando a um total de 23, com área física maior e mais moderna. 

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar