Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Superintendente da ABIMO revela estratégias para 2018

Um engenheiro mecânico com 40 anos de atuação na área da saúde. Trata-se de Paulo Henrique Fraccaro, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (ABIMO).

Um engenheiro mecânico com 40 anos de atuação na área da saúde. Trata-se de Paulo Henrique Fraccaro, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos, Odontológicos, Hospitalares e de Laboratórios (ABIMO).

Fraccaro iniciou sua carreira na Johnson & Johnson como gerente de Grupo de Produtos. No início dos anos 1990, tornou-se presidente da ASEM (atual Fresenius Hemocare) para liderar a implantação de uma fábrica de produtos para hemocentros/bancos de sangue. Hoje, a empresa é líder absoluta em hemoterapia.

Em 1995, foi convidado para fazer parte da diretoria da ABIMO e, em 2012, após ter deixado a Fresenius Hemocare, assumiu a superintendência da associação. Fraccaro também é vice-presidente do Sindicato da Indústria de Artigos e Equipamentos Odontológicos, Médicos e Hospitalares do Estado de São Paulo (Sinaemo) e diretor-adjunto do Comitê de Cadeia Produtiva da Saúde (ComSaúde), além de participar como membro de diversos conselhos em instituições como a Fundação Pró-Sangue.

Na entrevista a seguir, Fraccaro fala do trabalho à frente da ABIMO e a missão de desenvolver o planejamento estratégico para os próximos cinco anos.

Hospitalar: Como você dividiria a história da ABIMO?

Paulo Henrique Fraccaro: Em três fases. A primeira foi a formação por um grupo de empresários que achou que deveria lutar, de maneira uniforme, pelo interesse de todos, pensando na coletividade. Tivemos uma série de dificuldades em convencer os empresários que esse seria o caminho mais saudável.

A segunda fase foi quando começamos a estruturá-la politicamente, mostrar para o governo qual foi a finalidade dessa criação. Foi quando começamos a nos envolver em decisões de tributos, em sistema regulatório e sistema de transferência de tecnologias. E fomos bem atuantes nisso.

A terceira é a que estamos vivendo agora

Hospitalar: E o que estava faltando para entrar na terceira fase?

PHF: Até então, a ABIMO era dirigida pelos empresários que tinham que dividir parte de seu tempo com suas ocupações profissionais e com a instituição. O governo enxergava mais a reivindicação do empresário do que dos representantes de uma associação. Faltava essa profissionalização.

Hospitalar: E onde entra a sua atuação?

PHF: Estou feliz. Estava deixando de ser empresário para me aposentar, após anos de trabalho em um grande grupo e, de repente, fui convidado para esse trabalho que realizo com entusiasmo. Brinco que é a parte mais gostosa da minha vida profissional. Posso aliar toda a minha experiência de empresário em uma associação que já está consolidada pela sua formação e estabilidade política. O que faltava era uma pessoa totalmente dedicada à ABIMO.

Hospitalar: E qual o seu papel daqui para frente?

PHF: Transformar a ideia de uma diretoria colegiada em um projeto realizável. Esse é o meu maior papel e tenho todo o tempo da minha vida para isso. Se ainda estivesse atuando por alguma empresa, teria que dividir esse tempo, o que não é o caso. Contratamos uma empresa de consultoria para traçar um planejamento estratégico para os próximos cinco anos.

Hospitalar: E quais os planos para 2018?

PHF: Implementar a consolidação, essa profissionalização, de maneira nacional. Pretendemos ter escritórios regionais em vários estados, principalmente onde temos um número muito grande de startups. Elas precisam de orientação de quem já esteve do outro lado, como empresário, e de quem está hoje no comando de uma superintendência de uma associação, mostrando o que pode ser feito. O meu maior objetivo é essa realização, a concretização de muitos sonhos que os empresários têm dentro de uma entidade.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar