Hospitalar faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Unimed Sorocaba atinge nível máximo de certificação internacional sobre informática em saúde

Um "hospital digital". É assim que é agora é considerado o Hospital Dr. Miguel Soeiro, recentemente certificado com o estágio 7 – o mais alto possível – junto à Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS).

Um "hospital digital". É assim que agora é considerado o Hospital Dr. Miguel Soeiro, recentemente certificado com o estágio 7 – o mais alto possível – junto à Healthcare Information and Management Systems Society (HIMSS). Isso significa que a unidade de saúde da Unimed Sorocaba se junta ao seleto grupo de apenas cinco instituições brasileiras em que toda a tecnologia da informação é voltada para o atendimento e segurança dos pacientes, ao mesmo tempo em que se faz presente a eficiência de cada processo.

Para o presidente da unidade de saúde, José Francisco Moron Morad, o certificado é um reconhecimento do esforço coletivo realizado no centro de saúde para unir tecnologia e cuidados com pacientes em função dos resultados mais eficientes possíveis. "Estamos nesse processo há um tempo e o objetivo maior é dar mais segurança no atendimento ao paciente. Dessa forma, totalmente informatizada, é possível gerenciar protocolos de formas mais eficientes. E agora que tudo começa, esse é um ponto de partida, já que receberemos processos de inteligência artificial, mudanças no setor de anestesia, etc. A mudança é contínua", afirma.

O hospital foi submetido a uma auditoria tecnológica e conseguiu atender a uma série de critérios técnicos que, em suma, permitem não apenas uma eficácia em termos de diagnósticos e tratamento, mas uma abordagem mais humanizada e imediata quanto a todos os atendidos. Para se ter uma ideia, é necessária a quebra de culturas fortes e básicas, como o uso do papel, por exemplo, que teve uma redução de 55% em dois anos. "Há um choque, e o processo foi um pouco questionado no início, mas quando a equipe percebe que tudo é a favor do paciente, entende isso de forma muito rápida, o que é essencial para o sucesso, já que a certificação só é possível com o envolvimento de 100% da instituição, incluindo bancos de leite e sangue", completa dr. Moron.

Nos últimos 10 anos, a tecnologia utilizada no Dr. Miguel Soeiro é assinada pela MV, responsável pelo sistema de informações de metade dos seis hospitais da América Latina com a certificação máxima. Os dados podem ser acessados até mesmo por aparelhos celulares e boa parte dos procedimentos passou a ser assistida digitalmente e validada por sistemas de código de barras. "A nova versão do modelo de maturidade da HIMSS eleva as exigências de segurança na assistência ao paciente. Nesta nova versão, além da exigência de checagem à beira leito de tudo que for infundido no paciente, como medicamento, sangue, nutrição enteral e parenteral, leite e soro, foi adicionada também a checagem do material coletado para realização de exames", explicou o Customer Success da companhia, Alexandre Erik Cavalcante.

Atualmente, cerca de 1400 instituições utilizam a tecnologia da empresa em toda a América Latina e o prontuário gerado pelo sistema foi considerado o melhor do continente por quatro anos consecutivos pelo instituto de pesquisa Klas Acute Care Latam. "Temos vários diferenciais, como protocolos clínicos automatizados, que alertam a equipe de forma prévia sobre certos protocolos e a mune de informações, sendo possível ter mais rapidez e assertividade no tratamento. O sistema faz alertas com base em resultados de exames, até mesmo sobre possíveis reações a medicamentos entre outras, graças ao uso de bancos de dados inteligentes. Todas as decisões são checadas e ratificadas em rede, com outros profissionais, antes de serem ministrados", explica o gestor, reforçando que, além do hospital, o paciente também ganha: "Tudo isso pode diminuir o tempo de internação e, principalmente, trazer uma segurança sem igual a quem está sendo atendido".

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar